Tag Archives

3 Articles

Blogging

Problemas de ereção

Posted by Kristen Sutton on
Problemas de ereção

O desejo reduzido e a função sexual nos homens são mais comuns do que você pensa. Metade de todos os homens suecos com mais de 40 anos têm disfunção erétil e quase 20% de todos os homens com mais de 50 anos são incapazes de lidar.

Estresse, tabagismo, diabetes, doenças cardíacas e problemas psicológicos são muitas vezes a causa.

Estudos científicos mostram que a ajuda está disponível.

Quando o desejo sexual diminui e a função falha, é referido como uma disfunção erétil (DE) na linguagem médica. As pessoas dizem impotência.

As causas subjacentes da disfunção erétil são várias. Pode ser devido a um estilo de vida pouco saudável, como fumar, estresse e um consumo excessivo de álcool. Diabetes, doenças cardiovasculares, certas drogas, depressão e problemas psicológicos, bem como o aumento da idade, são outros fatores que contribuem para isso.

Disfunção erétil raramente é algo que você está falando e longe de quem sofre ajuda a procurar.

O óxido nítrico desempenha um papel importante

Para obter uma ereção, os vasos sanguíneos do pênis devem estar cheios de sangue. O óxido nítrico desempenha um papel importante nesse processo. Se o teor de óxido nítrico aumenta, os vasos relaxam nos órgãos genitais masculinos, o que contribui para o aumento do enchimento sanguíneo e melhora da ereção. É um processo que não pode ser controlado pela vontade.

A ereção é uma interação complicada entre o sistema nervoso, vasos sanguíneos, hormônios e psique. É facilmente afetado por diferentes emoções. Estar deprimido, cansado, estressado ou preocupado pode dificultar a ereção.

A impotência pode afetar sua autoconfiança e pode, por sua vez, afetar seu relacionamento com seu parceiro e com outras pessoas. Não é incomum a disfunção erétil causar depressão.

A disfunção erétil também pode ser o primeiro sinal de doença cardiovascular. Por isso, é importante que você entre em contato com o centro de saúde para verificar as gorduras do sangue, açúcar no sangue e pressão arterial. Isso se aplica especialmente a você com mais de 40 anos.

Blogging

Mitos sobre a impotência sexual

Posted by Kristen Sutton on
Mitos sobre a impotência sexual

xgrow up

Mito. A impotência pode ser tratada pela injeção do hormônio masculino testosterona.

De fato: em primeiro lugar, como mostra a pesquisa, o déficit de hormônios masculinos nem sempre afeta a função sexual. Em segundo lugar, nenhum medicamento hormonal pode ser usado sem consultar um médico! Caso contrário, você corre o risco não só de sua vida sexual, mas também da saúde.

Mito. Impotência – é para sempre!

De fato: mesmo se você tem 60 anos, você pode, voltando-se para as conquistas da medicina, ampliar sua idade sexual.

Muitas vezes, a impotência é psicológica: suponha que uma pessoa não pode fazer sexo sob certas condições, com um determinado parceiro, etc. Apele para um psicoterapeuta ou sexólogo que ajudará a identificar a causa do problema e a encontrar maneiras de resolvê-lo. Normalmente, se a situação se torna psicologicamente confortável para um homem, tudo muda para melhor.

Se a impotência for orgânica, o médico andrologista ajudará com isso. O especialista recomenda xgrow up, para tratar a impotência. Anteriormente, a impotência era tratada com medicamentos contendo prostaglandinas no grupo E. No entanto, seu uso pode causar um priapismo – uma constante ereção descontrolada que, você concorda, não é muito agradável.

Quanto aos novos remédios que estimulam a ereção, eles funcionam apenas se houver um objeto de atração sexual. O comprimido aceito dura cerca de quatro horas. Mas há uma nuance: seu efeito é geralmente baseado em um forte fluxo de sangue para os órgãos genitais, e isso, obviamente, afeta todo o corpo. Portanto, lembre-se: se você tiver problemas cardiovasculares, as consequências podem ser imprevisíveis.

Em casos graves de impotência orgânica, você pode ser aconselhado a ter a faloprótese. Quando usado anteriormente modelos de faloprótese, o pênis estava constantemente em estado de ereção. Os projetos mais recentes são feitos com base na hidráulica e muito mais avançados. E quase ninguém supõe que uma ereção é causada artificialmente. É verdade que esse conhecimento não é barato.

Blogging

Disfunção erétil relacionada à aprendizagem

Posted by Kristen Sutton on
Disfunção erétil relacionada à aprendizagem

Xanimal

Algumas disfunções eréteis podem ser explicadas pelo aprendizado, adequado ou inadequado, que o homem fez em conexão com sua excitação sexual e função erétil.

Alguns modos de excitação sexual predispõem à disfunção erétil. Por exemplo, um homem que exerce forte pressão sobre o pênis quando excitado sozinho (masturbação) pode não encontrar os mesmos sentimentos com o parceiro. Na mesma linha, um homem que assume uma posição muito particular durante a masturbação ou estimula seu sexo com muita precisão não terminará no relacionamento sexual.

Estas experiências de aprendizagem durante o desenvolvimento sexual podem promover ou, inversamente, enfraquecer a funcionalidade erétil.

Disfunção erétil ou impotência

o que é?

O mecanismo que determina a ereção é extremamente complexo e delicado, e depende de muitos fatores físicos e emocionais: muitos homens de todas as idades descobriram que são incapazes de conseguir uma ereção ou de mantê-la por tempo suficiente. Diz-se, no entanto, ED ou mais frequentemente, impotência, apenas se o problema é observado de forma contínua e por um longo tempo, geralmente por mais de três meses. Se não sabe como tratar, clique em Xanimal Reclame Aqui.

Como a ereção ocorre?

Para entender os mecanismos que podem estar na raiz da disfunção erétil, a anatomia do pênis deve ser levada em consideração .

O pênis é um órgão que consiste de uma região central cilíndrica, o corpo e a porção final, a glande. Dentro do corpo há um cone central feito de tecido esponjoso dentro do qual a uretra flui. O cone é envolvido em dois bolsos, enquanto o corpo cavernoso é novamente coberto com tecido fibroso não elástico. No estômago, com uma forma cônica para facilitar a penetração, a uretra termina com uma abertura que permite que a urina e o espermatozoide escapem. Uma rede densa de vasos sanguíneos está presente em todo o órgão, cujo fluxo sanguíneo é regulado suavemente por músculos específicos.